Memória e a construção do conhecimento: explanando um tour histórico sobre o Centro Paula Souza

Na última sexta-feira (22), em comemoração aos 52 anos do CPS e 03 anos da CI os agentes da Controladoria Interna realizaram uma visita técnica, através de um tour e partilharam de forma muito didática as explicações sobre a história do Centro Paula Souza. 

A atividade foi orientada por Ricardo Sardella de Carvalho, responsável pela Controladoria Interna, que proporcionou a sua equipe uma vista técnica, regada a muito estudo e aprendizado, em um formato pedagógico e didático explanando um tour histórico sobre o CPS.  

A capacitação de equipe, e até mesmo individual, é cada vez mais necessária nas organizações. Você sabe por quê? 

Hoje, em qualquer área, a capacitação virou sinônimo de qualidade e atualização, pois trabalhamos, nos tempos atuais em um cenário de constante mudança. 

A CI acredita, que capacitação ou treinamento podem ser coletivos ou individuais. Não há uma regra sobre qual será a melhor forma de aplicá-la, mas o fundamental é ter consciência sobre a importância do conhecimento na organização, e garantir que todos os colaboradores que participaram dessas mentorias, compartilhem entre as equipes. 

A equipe da CI iniciou o tour na Av. Tiradentes, 615 – Bom Retiro, com informações preciosas sobre o senhor Antonio Francisco de Paula Souza: os estudos realizados por ele, a fundação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e suas contribuições com o desenvolvimento de infraestrutura do nosso país. 

Durante a atividade, foram trabalhados alguns conceitos como patrimônio histórico, cultural, preservação, degradação, regularização imobiliária e políticas patrimoniais mantidas pelo Estado de São Paulo.  

A presença dos entes da Controladoria Interna nesses locais de memória é de extrema importância para conscientização, para isso, foram realizados registros fotográficos e anotações, que foram utilizados ao longo da visita com objetivo de se fazer um portfólio para equipe. 

O gestor da equipe de controle interno enfatizou sobre a história da cidade a ser contada por suas construções, manifestações concretas das transformações ocorridas em 1924. Os entes da CI tiveram contato com o tema revolta paulista, com explicações sobre os bairros de São Paulo. 

A visita técnica faz parte de uma metodologia ativa da CI, que prioriza o aperfeiçoamento dos conhecimentos, capacidades e outras competências mediante um desenvolvimento profissional contínuo de seus profissionais, a fim, de adequar ao cenário de constantes mudanças.