Objetivos gerais


Controle interno pode ser compreendido como um mecanismo com a atribuição de observar, orientar e promover correções da atuação nas unidades administrativas.

Segundo a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil – ATRICON (2015), os objetivos gerais de controle interno são:

  • eficiência, eficácia e efetividade operacional, mediante execução ordenada, ética e econômica das operações;
  • integridade e confiabilidade da informação produzida e sua disponibilidade para a tomada de decisões e para o cumprimento de obrigações de accountability (prestação de contas);
  • conformidade com leis e regulamentos aplicáveis, incluindo normas, políticas, programas, planos e procedimentos de governo e da própria instituição;
  • adequada salvaguarda e proteção de bens, ativos e recursos públicos contra desperdício, perda, mau uso, dano, utilização não autorizada ou apropriação indevida.

Em outras palavras, o controle interno é composto de diversas atividades e procedimentos que envolvem aprovações, autorizações, registros, formulários, relatórios, arquivos, capacidade técnica e dentre outros itens que dão acepção às palavras: controle interno.